domingo, 11 de junho de 2017

Diário filosófico da Abigail P. Aranha: notas sobre inteligência fora da esquerda

Abigail Pereira Aranha

Nota 1: Antifeminismo, carreira profissional e poder pessoal

O homem antifeminista que diz que os homens deveriam fazer cursos universitários e tentar progredir na carreira profissional porque as mulheres estudam mais, e por isso estão ganhando espaço no lugar dos homens, está pensando muito nas vadias que não vai conseguir comer para entender o tamanho da porcaria toda, embora esteja dando bons conselhos.

Vamos começar pela universidade. Os moleques mais imaturos mandam na escola pública e agora na universidade, o professor pode até conseguir dar aula, mas se a turma for mal na prova, ele pode perder o emprego. A não ser que ele seja um cretino que é protegido pela direção e dá aulas horríveis. Isso se ele não for um militante esquerdista, o que é cada vez mais comum. O "guerreiro da Real" ou "red-piller" vai entrar no curso com, no mínimo, uns 25 anos. Se ele depender de um estágio para se formar, vai ter que quebrar a vida financeira que já tem para trabalhar por meio salário mínimo por 6 meses, mas o pior não é isso. Os colegas dele vão ser, a maioria, garotos e garotas com menos de 22 anos, que são bancados pelos pais ou conseguiram oportunidades dentro da própria universidade. E quando aparecer uma vaga de estágio ou de bolsa de iniciação científica, quem vai ter mais chance de ser selecionado? A coleguinha machorra que é favorita dos professores, ou a coleguinha lolita que o futuro chefe pensa em comer. E antes disso, o que você homem ganha de formação profissional em um curso onde o que os professores mais pensam é salvar o próprio emprego, fantasias sexuais com as alunas ninfetas ou pregar doutrina de esquerda?

Então, você rapaz se forma como o aluno mais habilitado profissionalmente da sua turma. Você acha que vai conseguir uma vaga de emprego só porque é o único candidato que consegue escrever um texto de 40 linhas sem erros de Gramática medonhos? E ser homem está sendo cada vez mais uma desvantagem na carreira profissional. Estão preferindo mulher até para comentarista de futebol.

Quantos produtores de conteúdo no Movimento da Real, no MGTOW ou no Ativismo de Direitos Humanos dos Homens já salvaram vidas e ganham mais que 5 salários mínimos? Por outro lado, eu participei de um grupo apagado no Facebook chamado Pensão Alimentícia Um Roubo e observava que a primeira coisa que um membro novo publicava no grupo era um relato de como ele tinha uma vida profissional e financeira maravilhosa até começar a pagar pensão. Nós podemos achar um homem que ganha mais de 10 salários mínimos que se reconhecer que um parágrafo do que um antifeminista escreve é verdade, vai morrer de medo de confessar isso em redes sociais ou em conversa de restaurante, e isso chegar aos ouvidos de um chefe ou um cliente.

Mas um homem desinteressado pela vida acadêmica e por "bons" empregos, e eu vou concluir por aqui, pode ser um homem que já perdeu o interesse pela sociedade exatamente porque percebeu que essa sociedade e ele mesmo têm muitos interesses contrários. Os homens já são minoria nas universidades no Brasil e isso é motivo de comemoração. Para que se dedicar para ser um grande engenheiro civil do serviço público ou de uma grande empresa privada? Para alguém perguntar por que não há uma mulher ou um negro no seu lugar? Se esse homem prefere jogos, animes, pornografia ou, na medida do que ganha, prostituição, e mora em um cubículo alugado, mas sozinho, ele pode não estar aproveitando o máximo que o ambiente em torno dele oferece a ele em particular, mas pode já ter uma qualidade de vida que outros homens sabem que não têm. Você precisa ganhar poder sobre sua própria vida antes de ter uma boa renda ou um emprego que dá status. Ou tudo que você tiver quando chegar lá, em vez ser os seus recursos pessoais para fazer qualquer coisa, vai ser aquilo que você vai ao fundo do poço para não perder.

Nota 2: Jogo Baleia Azul

Você realmente acreditou que existe um jogo criado na Rússia com 50 tarefas das quais a última é a pessoa desenhar uma baleia com uma lâmina no próprio corpo antes de se suicidar, e esse jogo circulou por grupos secretos de aplicativos e redes sociais até fazer vítimas no Brasil? Você já administrou ou participou de um grupo fechado no Facebook, no Orkut ou no WhatsApp? Se você participou, se lembra de como você descobriu o grupo (qualquer um de que você se lembre)? No caso da Baleia Azul, como a pessoa inscrita era vigiada? Se foram 5 suicídios de adolescentes no Brasil relacionados ao jogo, como eu já ouvi falar uma vez, isso não é muito pouco para uma corrente que conseguiu chegar tão longe? Você já achou algum grupo da Baleia Azul no Facebook? Você viu a tal lista de 50 tarefas? Por que ninguém que tem mais de um milhão de seguidores e publicou um vídeo sobre isso no Youtube recebeu um único comentário de alguém que flagrou um jogador na tarefa 40?

Alguns pais e mães aproveitaram uma excelente oportunidade para destruir um pouco do que sobrava de paciência dos filhos adolescentes. Se o seu filho tem coisas que não conta para você, ele já tem uma vida que não precisa ser da sua conta.

Nota 3: A defesa do Conservadorismo

Um sistema que já tem o domínio cultural e político há 15 séculos, como a Igreja Católica Apostólica Romana quando aconteceu a Revolução Francesa, não tem com o que se comparar a não ser ele mesmo e o que ele diz do que está fora dele. Quem acredita nesse sistema cai no mesmo erro. A Igreja Católica é a União Soviética do Cristianismo.

Nota 4: Livre mercado e Socialismo

Se é verdade que o capitalista ganha lucro através da mais-valia, não é simplório dizer que toda a produção de uma empresa tem mais valor em dinheiro do que os empregados dela ganham em salário. Daí, podemos extrapolar que toda a produção de bens de consumo da comunidade e do país vale mais do que todo o dinheiro nas mãos de toda a população de empregados e desempregados. Daí, tudo que está à venda vale mais do tudo que todos os compradores podem pagar. Isso vai dar em mercadorias perdidas. A perda de mercadorias que não puderam ser vendidas tende a produzir diminuição do ritmo de trabalho, muito provavelmente diminuição do número de empregados. Mas a diminuição do número de empregados não vai trazer um equilíbrio entre a oferta e a procura. Ao contrário, menos empregados tende a levar a ainda menos vendas, o que não apenas pode levar a ainda mais demissões, pode levar também a negócios fechando as portas. Na esquerda, qualquer secundarista sabe o que eu disse e sabe que isso não acaba bem, pelo menos não se depender apenas das forças do mercado. Na direita, um Rodrigo Constantino, formado em Economia em Harvard, não entende e acha que o capital resolve tudo.

Nota 5: Restauração cultural

No Brasil, quase todos que falam em restauração da alta cultura não sabem o que estão dizendo. Eles não sabem a diferença entre restauração cultural e reavivamento de dinastias falidas do interior derrotadas pelos movimentos de esquerda. Eles pensam que restauração cultural é criar um grupo que expira Platão, Adam Smith e Mário Ferreira dos Santos para discutir com universitários que não conseguem entender decentemente um texto de 50 linhas? Por sinal, a própria ideia de restauração de alta cultura quer dizer que já houve alguma alta cultura, não uma meia dúzia de pessoas bem falantes, a maioria de puritanos bem nascidos, no meio de uma população esmagadoramente de católicos analfabetos.

Se não pudermos introduzir a inteligência na vida nacional, incluindo a produção intelectual, a restauração cultural passa por, pelo menos por enquanto, criar um ambiente onde as pessoas que ainda têm boa integridade mental podem se encontrar e produzir obras artísticas, de opinião e até mesmo técnicas. O Brasil não pode ser salvo, só superado.

Nota 6: Reconhecendo o valor da religião, nenhum

Não há uma atrocidade de modo de raciocínio ou de atitudes que os direitistas apontam na extrema-esquerda hoje que os ateus não apontavam nos religiosos no começo da década de 2000. Também é um dado sem dúvida razoável que o percentual de religiosos em qualquer país cresce com o analfabetismo e a ignorância científica. Não deve ser surpresa se existiram grandes cientistas e pensadores cristãos no Ocidente quando pessoas morriam por fazer sexo ou por serem de um ramo não-dominante do próprio Cristianismo: para alguém conseguir existir e se destacar, era quase obrigatório ser católico se o país era católico ou protestante se o país era protestante. Dizer que a religião em geral ou a Igreja Católica em particular nos deu a civilização ocidental como a temos hoje é como dizer que o crime organizado criou o revólver e a segurança pública.

Nota 7: Deixe o Conservadorismo morrer, deixe o Conservadorismo acabar

Tudo que fez os "valores cristãos tradicionais" durarem 2000 anos foi 3 séculos de falsificação retroativa (não existe qualquer menção a Jesus Cristo feita por historiadores dos séculos I e II e o Cristianismo é do século IV), 15 séculos de glorificação do analfabetismo e da frustração até a Revolução Francesa e 2 séculos em que o primeiro inimigo real, o Socialismo, deixou que alguma coisa com nome de Cristianismo ainda existisse. Nas últimas cinco décadas, a maior realização do Cristianismo tradicional e da direita política foi empurrar para a esquerda praticamente todas as pessoas inteligentes ou que, no mínimo, não vissem mal em um pau duro (no caso dos rapazes, o próprio). Se o "progressismo" está em queda hoje, é pelos próprios erros. O Ativismo de Direitos dos Homens, os grupos antifeministas e outros de pessoas do povo de verdade que estão de saco cheio daqueles esquerdistas que dizem defendê-las, não devem nada teoricamente ao pensamento conservador. Mas agora, a direita e os conservadores estão se ajuntando neles. Se eles se transformarem em extensão da ala conservadora, como são acusados por aí, vão morrer junto.

Nota 8: Direita e esquerda

Conservadorismo versus esquerda, ou "progressismo", não é um conflito de ideias, é uma disputa de burrices. Se você tem medo de conceber uma sociedade melhor, e parecer um sonhador que não entende como o mundo funciona, você vai para o Conservadorismo; se você tem medo de acreditar que o mundo deve ser o que é (ou o que era), e parecer um cretino sem imaginação, você vai para o progressismo. Se você tem vergonha de parecer que nunca pegou um ônibus antes das 6 da manhã na vida, você vai para a esquerda; se você tem vergonha de parecer que tem ficha na polícia, você vai para a direita. Se você acha que uma mulher tem mais dignidade humana se é mulher de um homem só, você vai para o Conservadorismo; se você acha que uma mulher tem mais dignidade humana se é lésbica, você vai para o progressismo. A sobrevivência do Conservadorismo nos últimos 10 anos não aconteceu porque ele mostrou uma excelência intelectual, aconteceu porque a própria esquerda, tanto na política quanto na militância, mostrou ainda mais estupidez que o pensamento conservador ou de direita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário